Sarney culpa exposição na mídia pelo fim de fundação no Maranhão

O presidente do Senado, José Sarney, anunciou nesta segunda-feira (26/10) a extinção da fundação que leva seu nome. Em nota à imprensa, ele explicou que a decisão se deve ao afastamento de doadores desde que a Fundação José Sarney foi acusada de desviar recurso de patrocínios culturais obtidos através da Lei Rouanet. Segundo Sarney, isso aconteceu “pela exposição com que a instituição passou a ser tratada por alguns órgãos da mídia”.
A Fundação José Sarney fica no Maranhão, onde reúne documentos, livros e obras de 1985 a 1990, quando o senador foi presidente da República. A imprensa mostrou que há dois anos a instituição repassou verbas da Petrobras para Sidney Gonçalves Costa Leite, um dos diretores da fundação.
Embora mantenha um jornal no Maranhão – O Estado do Maranhão -, a relação de José Sarney e seus familiares com a imprensa não tem sido das melhores. Seu filho Fernando Sarney conseguiu na Justiça impedir que O Estado de S. Paulo publique reportagens já apuradas sobre a investigação que a Polícia Federal está fazendo em relação a seus negócios. Sarney diz ser contra a censura e que a iniciativa é do filho, não dele.
Leia a nota de José Sarney à imprensa
“A respeito de conversa que mantive com a jornalista Mônica Bergamo, tema de nota de sua coluna de hoje, sobre a extinção da Fundação José Sarney, maior espaço cultural do Maranhão e um dos maiores do Norte e Nordeste, explicito, com profundo sofrimento, que essa é a minha opinião, em face da impossibilidade de seu funcionamento, por falta de meios, segundo fui informado pelos administradores da instituição. Os doadores que a sustentam suspenderam suas contribuições, pela exposição com que a instituição passou a ser tratada por alguns órgãos da mídia.
Diante dessa situação de força maior, repito, com grande amargura, que o seu fechamento é o caminho a seguir, embora tal providência dependa de decisão do Conselho Curador da Fundação, obedecendo os trâmites previstos no Código do Processo Civil.
Lamento pelo Maranhão, que perde um centro de documentação e pesquisa que é uma referência nacional”.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s