COMUNICANDO: Um em cada dez apps na Google Play Store é malware, alerta pesquisa

Em uma pesquisa da Trend Micro, empresa voltada à proteção contra códigos maliciosos em sistema operacionais e servidores, descobriu-se que dos 2 milhões de aplicativos disponíveis para Android, quase 25% é um malware, sendo que dentre os 700 mil apps oferecidos pela Google Play Store 10% um aplicativo malicioso.

Veja dicas de segurança para proteger seus dados e fotos do celular

Malware é um termo nascido do inglês “malicious software” que caracteriza apps criados para se infiltrar em nas plataformas alheias de forma ilícita, e com o objetivo de danificar ou roubar informações. Desta forma, cavalos de troia  vírus, worms, spywares e até softwares com falha de programação são alguns dos tipos de malware que podem ser encontrados.

Dentre os aplicativos disponibilizados na loja oficial da Google, 10% é um malware (Foto: Reprodução/ Google Blog)Dentre os aplicativos disponibilizados na loja oficial da Google, 10% é um malware (Foto: Reprodução/ Google Blog)

Dentre todos os aplicativos existentes para Android desde outubro de 2012, 293.091 foram classificados como maliciosos e 150.203 de alto risco. Destes, 68.740 estão disponíveis na loja oficial da Google, enquanto os outros são oferecidos por lojas de terceiros, principalmente da Rússia e da China.

O sistema Android é vítima de tão grande quantidade de malware principalmente por dois motivos: é uma plataforma aberta que permite instalar aplicativos a partir de qualquer lugar e, segundo relatórios da empresa de pesquisas tecnológicas Gartner, no final de 2012, 70% do mercado de smartphones utilizava o sistema operacional da Google.

De acordo a publicação do direitor de pesquisas de segurança da Trend Micro, Rik Ferguson, a Microsoft demorou 14 anos para atrair um volume de código malicioso que o sistema Android adquiriu em menos de cinco. “Há certo ceticismo junto de uma forte convicção de que a indústria de segurança pode estar vendendo soluções para um problema que não existe”, afirma Rik, “ou se essa segurança só existe em países distantes e com lojas que oferecem poucos aplicativos”.

No entanto, segundo uma declaração do conselheiro de segurança da F-Secure Labs, Sean Sullivan, para o site Stock House, a nova versão do sistema operacional da Google, o Android 4.2 (Jellybean), é mais seguro e impede ação de muitos malwares.

Dessa forma, apesar de não possuir a segurança da plataforma da Apple ou do Windows Phone, as previsões são de que até o final de 2013 as altas porcentagens de aplicativos maliciosos no sistema Android diminuam.

Fonte: Tech Tudo
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s